Ele já encarou super desafios sobre duas rodas, desafios até internacionais como a famosa prova Cape Epic, na África do Sul, no ano de 2012, e o Iron Bike. Mas sua meta era volta a disputar o Rally Cerapió – Piocerá, que marcou sua vida. O biker Ronaldo Gonçalves, categoria Over-40, da cidade de Pato de Minas, Minas Gerais, disputou as edições de 2009, 2010 e 2011, nas quais em todas conquistou o título de vice-campeão. Porém, por falta de recursos financeiros, não conseguiu estar nas edições de 2012 e deste ano, mas a vontade era de voltar a participar.

“A prova mais difícil que fiz foi o Piocerá 2009, tive assaduras nas nádegas, mas foi incrível. Acho muito legal o Cerapió, voltar a rever muita gente, sentir essas paisagens. Dessa vez levarei a família, minha esposa e as duas filhas. Vamos viajar mais de 2.500 quilômetros de carro durante dois dias até Fortaleza”, disse o biker, de 43 anos, que pratica o mountain bike há 14 anos.

            Ronaldo disse que participou da Capi Epic em dupla com o amigo mineiro Maurício Marques e foram a segunda melhor dupla estrangeira, na prova de 780 km. “Participei porque ganhei a inscrição, mas gastei pessoalmente uns três mil reais para participar, dormia em barracas, mas sempre com a vontade de fazer o Cerapió novamente”, disse.

“O Cerapió é uma prova muito bem organizada. Acho que vai ser uma prova bem dura, mas ao mesmo tempo bacana demais. Espero vencer, mas principalmente curtir cada região e cada um dos meus amigos, que estou há dois anos sem ver. Estou treinando mais intensivamente aqui, fazendo treinos de mais de 50 quilômetros três vezes por semana”, disse o atleta, que é eletricista.

A direção de prova viaja no próximo dia 08 para Fortaleza, de onde começa a definir os trechos técnicos da prova, que só será sinalizada em janeiro. O primeiro dia, 28 de janeiro, serão aproximadamente 100 km entre Fortaleza e Flexeiras; o segundo dia (29), os atletas farão um deslocamento até Tianguá, de onde começa o trecho cronometrado até Viçosa do Ceará, com 50 km de percurso; o tercerio dia (30) será entre Viçosa do Ceará a Barra Grande, no litoral do Piauí, com mais 100 km; o quarto e último dia de prova, em 31 de janeiro, será entre Pirangi, no Piauí, a Paulino Neves, no Maranhão, com 100 km e pernoite em Barreirinhas, onde somente no dia 1º de fevereiro acontece a premiação, inclusive para as demais modalidades do evento, como carro 4x4, UTV, quadriciclo e moto.

 

O Rally Cerapió está com inscrições abertas e conta com co-patrocínio: Governo do Estado do Ceará e Governo do Estado do Piauí, Honda e Huston Bike; apoio: Michelin; colaboração: Shopping Iguatemi, UCI Cinemas. Ação social: Ótica Jockey e Sesc. Parceiros: Sertão Games, Pag Contas, Vax transportes, Gran Solare Lençóis Resort e Lys Turismo. A supervisão é da Confederação Brasileira de Motociclismo, Confederação Brasileira de Automobilismo e Confederação Brasileira de Ciclismo e das federações de Motociclismo do Piauí, Maranhão e do Ceará e federações de Ciclismo do Piauí, Maranhão e do Ceará.

 

Márcia Cristina
aldeiapi@uol.com.br 

Notícias mais recentes

14/11/2018
Presidente da CBM, Firmo Alves, confirma participação na Moto Turismo do Rally Piocerá 2019
02/11/2018
Cearense de Rally Team vem com 13 veículos para o Rally Piocerá 2019
26/10/2018
Prova de bikes do Rally Piocerá desafia atletas de diversas categorias
23/10/2018
Participantes de 21 estados mais o Distrito Federal já estão confirmados no Rally Piocerá 2019
10/10/2018
Começa o levantamento dos trechos do Rally Piocerá 2019