A chuva caiu como uma luva para os atletas velozes na quarta etapa do rally de bike no Cerapió, que aconteceu hoje (1º), encerrando a prova. Eles partiram da cidade de Urbano Santos no Maranhão, em um deslocamento de mais de 400 Km da cidade em que estavam, Luís Correia no Piauí e a chegada em Barreirinhas, cidade de entrada para os Lençóis Maranhenses.

 

De início, os atletas enfrentariam muito areal, com um trecho de pelo menos 4 quilômetros de areia. Mas a chuva molhou a areia, diminuiu a temperatura e com isso os atletas que têm na velocidade seu ponto forte conseguiram se sobressair. A chuva ajudou por um lado. Por outro, os bikers tiveram que desviar ou passar por dentro de grandes poças de lama que se formaram com a água.

No caminho, eles puderam contemplar as belas plantações de eucalipto e tiveram que resistir para não caírem nos riachos de água limpa que, juntos, formam o rio Preguiça, um dos mais belos do Maranhão. No Povoado Guaribas, considerado o maior do Brasil com pelo menos quatro subdivisões, os atletas pedalaram por trilhas de mata fechada, já que o povoado não tem nenhuma rua. A região é considerada uma chapada em pleno Agreste com muitos igarapés e brejos com babaçuais e pés de buriti.

O diretor de prova, Zenardo Maia, disse que está muito feliz com a realização do evento e que parabeniza todos os atletas por terem participado mais uma vez desta edição tão especial do Cerapió. Ele destaca ainda que a região dos Lençóis é uma cordilheira de dunas é que esta uma das poucas trilhas que tornam possível a pedalada.

No quarto dia, o destaque foi para o cearense Elionai Sousa, categoria Sub 23, que fez o menor tempo entre todos os atletas. “Fui mais rápido hoje, fiz um trabalho em equipe com o Gilberto e conseguimos manter o ritmo a partir do KM 30 e saímos na frente dos outros. Foi uma evolução para mim, pois esta é a terceira edição do Cerapió que participo e comecei o ano com o pé direito para enfrentar as próximas maratonas”, disse.

O cearense Boby Silva, na quarta etapa, ficou na terceira colocação da categoria Sub 40. Ele conta que até o KM 40 enfrentou muita lama e não deu para manter o ritmo mais forte. Mas conseguiu recuperar o tempo nos trechos de estradão, conseguindo mais velocidade e liderando o percurso. “Estou muito feliz. É importante esta colocação, só de subir no pódio com os meus companheiros é uma grande vitória”, afirma.

Cintia Lucas

Aldeia Com.    

 

 

 

 

 

Notícias mais recentes

14/11/2018
Presidente da CBM, Firmo Alves, confirma participação na Moto Turismo do Rally Piocerá 2019
02/11/2018
Cearense de Rally Team vem com 13 veículos para o Rally Piocerá 2019
26/10/2018
Prova de bikes do Rally Piocerá desafia atletas de diversas categorias
23/10/2018
Participantes de 21 estados mais o Distrito Federal já estão confirmados no Rally Piocerá 2019
10/10/2018
Começa o levantamento dos trechos do Rally Piocerá 2019