Rally Cerapió 2018 é uma prova que mistura de sentimentos. A alegria é marcante nos momentos de confraternização. As sensações de missão cumprida são pulsantes em toda a prova. As reflexões e os ensinamentos surgem com competidores que fortalecem seus parceiros. Na prova de bikes, por exemplo, diversos são os casos de atletas que têm muitas destas histórias para contar.  

O primeiro dele e que tem injetado ânimo nos atletas é Bruno Paim. Natural de Dourados (MS), o paratleta não tem os braços em virtude de uma má formação. Na edição de 2018 do Cerapió, ele se tornou uma referência para os mais de 130 inscritos na prova de bikes. Foi através de uma amiga, Lidiany Nunes, campeã de moutain bike do seu estado, que ele começou a trilhar o caminho do esporte. São pouco mais de dois anos de jornada, mas que já coleciona importantes feitos, conquistados através de muita habilidade, força e determinação.  

"Entrei na equipe Audax FSA pelos bons resultados que fiz no ano passado, como o 3º lugar geral na prova internacional, quando cumpri duas das quatro etapas. Consigo fazer o mesmo que qualquer pessoa faz, por isso jamais me deixo abater", afirma.  

O cearense Zezinho Ribeiro é figura carimbada no Cerapió / Piocerá É comum vê-lo entre integrantes de todas as modalidades dividindo momentos de muita distração.  Mas nestes 31 anos de história de prova, em que ele acompanhou, nem tudo foram alegrias. Nas primeiras edições ele participava nas motos, mas um grave acidente de trânsito o deixou de cadeira de rodas por três anos. Agora, renovado e ainda com mais força de participar, a bike se tornou sua nova aliada.  

"Aqui encontro uma família, onde tenho uma amizade fraterna tão forte e inexplicável. Mesmo com as limitações que ainda tenho, venho para me superar e sempre com a missão de mostrar para os outros mais novos, e que aparentemente não têm problemas de saúde, que tudo é possível quando a gente ama o que faz", frisa.  

Em sua estreia no Rally Cerapió,  o paulista Fernando Ariel transcende vitalidade.  Inscrito na categoria Veteranos, com 68 anos de idade e 18 de estrada nas bikes, ele arrisca em dar a receita para viver cada vez melhor. "Não tem um problema de saúde sequer, pois sempre em minha vida fui amante do esporte. Primeiro, com o futebol e agora com o ciclismo. Esta é minha primeira vez e vim para me divertir ao lado das outras gerações, com quem tenho muito o que aprender", destaca.   

Rally Cerapió 2018 tem patrocínio da Caixa Econômica Federal/Gov. Do Brasil, Petrobras, Consórcio Honda e SETUR/Gov. do Piauí. O evento conta também com apoio da Audax, SEMDEC/Prefeitura de Teresina e Teresina Shopping. Além de colaboração da Michelin, Hotéis Arrey e Prefeituras de Trairi, Itapipoca, Sobral, Cajueiro da Praia, Parnaíba e Piripiri. Os parceiros são Sebrae, Ótica Jockey, Maria Branca Produções Cultural e Artística, ADI Produções e Instituto Saber e Ler. A realização é da Radical Produções.

Notícias mais recentes

12/06/2018
As inscrições para o Piocerá 2019 já estão abertas!
10/05/2018
Rally Piocerá/Cerapió fatura Prêmio Guidão de Ouro
15/02/2018
Rallyteca atinge marca de 40 mil livros distribuídos no Rally Cerapió/Piocerá
28/01/2018
Rally Cerapió 2018 termina com vários campeões nos Carros 4x4, Quadris e UTVs
28/01/2018
Com um dos roteiros mais difíceis, Rally Cerapió define campeões nas Motos de 2018